Rosquinha de polvilho – receita para fazer com criança

Sobremesas

Obrigado

Rosquinha de polvilho – receita para fazer com criança

Continua após a publicidade..

Uma das delícias que remetem à infância e às receitas de vó é, sem dúvida, a rosquinha de polvilho ou biscoito de polvilho. Crocantes, leves e deliciosas, essas rosquinhas são perfeitas para acompanhar um café da tarde ou simplesmente para saborear a qualquer momento. Além de serem irresistíveis ao paladar, receita para fazer com criança pois iremos modelar nosso biscoito de polvilho com um saquinho de confeitar. Vamos lá ?

Receita Rosquinha de polvilho

Ingredientes:

  • 500 g de polvilho azedo
  • 200 ml de água fervente
  • 150 ml de óleo em temperatura ambiente
  • 5 ovos
  • Sal a gosto

Modo de preparo:

  • Comece colocando o polvilho azedo em uma vasilha grande.
  • Adicione a água fervente, garantindo que ela incorpore bem ao polvilho.
  • Aos poucos, misture o óleo em temperatura ambiente.
  • Tempere com o sal a gosto e misture bem.
  • A parte divertida começa agora: adicione os ovos, um por um, misturando bem a cada adição.
  • Com a massa pronta, coloque-a em um saquinho de confeiteiro.
  • O forno deve ser preaquecido a 180° C.
  • Agora, chame as crianças! A modelagem das rosquinhas pode ser um momento lúdico e divertido. Elas podem criar formas diversas, não apenas de rosquinhas. Esse é o momento de liberar a criatividade e desenhar biscoitos de diferentes formatos.
  • Após modelar, leve ao forno médio por cerca de 25 minutos. Fique de olho: quando estiverem douradinhas, estão prontas!

Dicas de ouro

  • Consistência da Massa: Se a massa estiver muito dura e difícil de modelar, adicione um pouco mais de água, aos poucos, até atingir a consistência desejada.
  • Variação no Sabor: Para dar um toque especial, você pode adicionar queijo ralado na massa, transformando-a em uma deliciosa rosquinha de polvilho com queijo.
  • Espaçamento na Assadeira: Ao modelar as rosquinhas, deixe espaço entre elas na assadeira, pois elas podem expandir um pouco ao assar.
  • Atenção ao Forno: Todo forno tem suas particularidades. Portanto, na primeira vez que fizer a receita, observe bem o ponto das rosquinhas para que não passem do ponto ou fiquem cruas por dentro.
  • Armazenamento: Depois de frias, guarde as rosquinhas em um pote hermético para mantê-las crocantes por mais tempo.
  • Confeiteiro Iniciante: Se você não tem um saquinho de confeiteiro, pode usar um saco plástico comum, cortando uma das pontas para modelar.
  • Diversão e Criatividade: Não limite a forma das rosquinhas. Deixe as crianças soltarem a imaginação, criando formas variadas e únicas!

Aprecie cada mordida dessas rosquinhas e lembre-se: a parte mais divertida é o processo. Desfrute de cada momento na cozinha, especialmente se estiver acompanhado dos pequenos!

Continua após a publicidade..

Acompanhamentos

O biscoito de polvilho, com sua crocância e sabor característicos, é uma delícia por si só. Mas, dependendo da ocasião, pode ser ainda melhor quando harmonizado com alguns acompanhamentos. Aqui vão algumas sugestões para tornar seu momento de degustação ainda mais saboroso:

Bebidas

  • Café: O clássico cafezinho combina perfeitamente com a leveza e crocância do biscoito de polvilho.
  • Chás: Especialmente chás de ervas ou chá verde, que têm um leve amargor e podem equilibrar o sabor do biscoito.
  • Leite: Para quem prefere algo mais neutro, o leite é uma excelente escolha, especialmente para biscoitos que são levemente salgados.

Pastas e Patês

  • Requeijão: Passar um pouco de requeijão no biscoito de polvilho pode ser uma combinação surpreendente.
  • Patê de atum ou frango: Para quem busca uma opção salgada, o patê dá um toque mais cremoso ao biscoito.

Geleias

  • Mesmo que o biscoito de polvilho seja predominantemente salgado, experimentar com geléias de frutas pode ser uma grata surpresa. Geléias de frutas cítricas ou mais ácidas como abacaxi e maracujá podem ser ótimas escolhas.

Queijos

  • Experimente com queijos leves como o Minas Frescal ou queijos mais curados, como o Parmesão. A combinação da crocância do biscoito com a cremosidade ou dureza do queijo pode ser deliciosa.

Curiosidade desta receita

O biscoito de polvilho é uma das delícias tradicionais da culinária brasileira, especialmente popular nas regiões do Centro-Oeste e Sudeste do país. Suas origens são intrinsecamente ligadas à cultura indígena e ao processo de colonização do Brasil.

Continua após a publicidade..
  • Cultura Indígena: Os povos indígenas já utilizavam a mandioca, planta originária da América do Sul, como base de sua alimentação muito antes da chegada dos colonizadores. Eles desenvolveram diversas técnicas para processar a mandioca, transformando-a em farinhas, beijus e outros alimentos. Uma dessas técnicas envolvia a fermentação da mandioca, dando origem ao que hoje conhecemos como polvilho azedo.
  • Adaptação e Colonização: Com a chegada dos portugueses e a consequente miscigenação cultural, a mandioca passou a ser incorporada em diferentes pratos. No entanto, foi somente em território brasileiro, com a influência dos costumes indígenas, que o polvilho passou a ser utilizado para fazer os primeiros biscoitos crocantes.
  • Popularização: Com o tempo, o biscoito de polvilho foi ganhando espaço na mesa dos brasileiros, sendo apreciado tanto por sua leveza quanto por sua crocância. Sua produção se expandiu, principalmente em Minas Gerais e Goiás, onde até hoje é possível encontrar versões artesanais do biscoito sendo feitas em fornos à lenha, o que confere um sabor ainda mais característico ao petisco.
  • Diversificação: Com a popularização e industrialização, o biscoito de polvilho ganhou novas versões, como o biscoito de polvilho doce e o frito. Além disso, receitas caseiras foram adaptadas para incluir ingredientes como queijos, sementes e até mesmo especiarias.

Hoje, o biscoito de polvilho é uma presença constante em muitos lares brasileiros, servido como lanche ou acompanhamento. Sua origem e trajetória refletem a rica tapeçaria cultural do Brasil, onde a mistura de tradições indígenas, europeias e africanas deu origem a uma culinária única e saborosa.

Perguntas frequentes

Posso adicionar queijo à receita de biscoito de polvilho?

Sim! Adicionar queijo à receita transformará seu biscoito de polvilho em uma deliciosa variação próxima ao pão de queijo. Recomenda-se o uso de queijos como o Minas ou Parmesão ralado.

É possível fazer biscoito de polvilho sem ovos?

Os ovos são essenciais para dar liga à massa, mas é possível encontrar receitas alternativas que usam outros ingredientes como substitutos. No entanto, a textura e o sabor podem variar.

Posso armazenar biscoito de polvilho por quanto tempo?

Quando bem armazenados em um recipiente hermético e em local fresco e seco, os biscoitos de polvilho podem durar até 2 semanas.

LEIA TAMBÉM:

VENHA FAZER PARTE DO NOSSO GRUPO DE RECEITAS

Inscreva-se e Receba Receitas Fresquinhas

Posts

MAIS ARTIGOS COMO ESTE!